Finanças

Fundos Renda Fixa: O que são e como investir?

setembro 24, 2017


Fundos Renda Fixa: O que são e como investir?

Os Fundos Renda Fixa são investimentos seguros e que rendem mais do que a Poupança. E o mais legal é que dá pra investir online aí da sua casa ou pelo seu celular.

Esse aqui é mais um post da categoria Finanças, que decidi criar aqui no blog pra compartilhar o que tenho aprendido sobre o assunto na internet. Dessa forma, talvez eu possa inspirar você a investir também, pra daqui a alguns anos a gente ficar ricos juntos! haha

Existem vários tipos de Fundos de Investimento, mas o que mais tem a ver com o meu perfil são os de Renda Fixa, por isso escolhi falar sobre eles.

Se o termo Renda Fixa é novo pra você, vou te explicar melhor antes de começar o post. Renda Fixa são investimentos que têm retorno garantido, ou seja, se você investiu, terá lucro, o que é diferente dos investimentos em Renda Variável, onde você pode obter muito lucro, mas também pode ter prejuízo.

Nos investimentos de Renda Fixa também é possível ter uma previsão do valor que você irá receber no futuro.

Se você é uma pessoa conservadora nos investimentos, ou seja, que não aceita correr o risco de perder dinheiro, 'tâmo junto', porque os investimentos em Renda Fixa é a nossa praia!


O que é um Fundo Renda Fixa?


Um Fundo Renda Fixa é um tipo de investimento onde várias pessoas aplicam o dinheiro juntas. Nesse investimento, existe um gestor, que cuida do valor investido por todos.

Quando você aplica o seu dinheiro em um Fundo de Investimento, você está comprando cotas desse fundo, por isso você é chamado de cotista.

E para investir num Fundo de Renda Fixa é necessário ter o valor mínimo para a aplicação e esse valor varia de Fundo para Fundo, por exemplo, já vi alguns onde a aplicação mínima são R$100,00 e outros onde a aplicação mínima são R$50.000,00.

Os Fundos de Investimentos não são segurados pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) como outros investimentos que citei aqui no blog, mas caso acontecer da Instituição Financeira na qual você investiu o dinheiro falir, os próprios cotistas se reúnem para decidir se continuam com o Fundo, nomeando um novo administrador ou, se preferirem encerrá-lo, cada um resgata o valor que tem a receber, ou seja, não há perda de dinheiro.

Como investir num Fundo Renda Fixa?


Para aplicar é preciso se cadastrar numa corretora de valores de sua preferência (dá uma pesquisada no Google) e depois de cadastrado você terá acesso ao seu painel de investidor, para escolher o Fundo de Investimento no qual deseja aplicar o seu dinheiro.

O legal é que o valor mínimo estipulado é necessário apenas pra entrar no Fundo de Investimento e, a partir daí, você pode aplicar valores menores.

Isso significa que se hoje você tem R$ 5 mil para aplicar num Fundo onde esse é o valor mínimo, mas no mês que vem você só tem R$ 1 mil disponíveis, tudo bem, porque será possível fazer isso.

Isso é uma vantagem, porque como eu já falei aqui no blog, pra investir em CDB ou LCI todos os meses, por exemplo, você precisa comprar um novo título todos os meses, que tem uma nova data de vencimento, e que pode ocorrer uma variação da taxa de um mês para o outro.

E no Fundo de Investimento você aplica o valor inicial e pode investir depois dentro dessa mesma aplicação com valores menores, se as regras do Fundo permitirem.

E as corretoras de valores dão o suporte pro investidor, então você também pode pedir orientação pra conseguir fazer suas aplicações todos os meses e, dessa forma, conseguir montar seu patrimônio. \o/


Há desconto de taxas em Fundos de Investimento?

Sim, em qualquer tipo de Fundo de Investimento há o desconto da taxa de administração e em alguns também há o desconto da taxa de performance.

Todo Fundo de Investimento possui um gestor, que presta o serviço de cuidar do dinheiro de todos os investidores e, para isso, ele cobra a taxa de administração e, em alguns casos, de performance também, por atingir os objetivos do Fundo.

Essas taxas são calculadas sobre o montante, ou seja, sobre o valor total investido + os lucros obtidos.

Nos Fundos de Investimento também há incidência de Imposto de Renda proporcional ao período entre a aplicação e o resgate:

22,5% se resgatar o valor em até 180 dias;
 20,0% de 181 até 360 dias;
 17,5% de 361 até 720 dias;
 15,0% acima de 720 dias.

Isso significa que quanto mais tempo você deixar o valor investido, sem mexer, o desconto do Imposto de Renda será menor.


Como escolher o melhor Fundo Renda Fixa?


Existem 3 tipos de Fundos Renda Fixa, que são os de curto prazo, os referenciados DI e os que se chamam renda fixa.

▸ Curto prazo: investem a maior parte do seu dinheiro em títulos públicos ou privados, pré ou pós fixados, e que vencem em no máximo 375 dias. Esse tipo de fundo segue a taxa de juros e é indicado para quem quer deixar o dinheiro investido por um curto período de tempo.

 Referenciados DI: investem a maior parte do seu dinheiro em títulos atrelados ao CDI, por isso é indicado para períodos em que a taxa de juros está alta, porque o rendimento será maior.

 Renda fixa: investem o seu dinheiro em títulos públicos ou privados, que seguem a taxa de juros ou índices de preços.

Para escolher o melhor fundo, você precisa pensar em quais são as suas necessidades no momento, por exemplo, quanto tempo pretende deixar o valor investido ou quando vai precisar do dinheiro, pra colocar na balança os descontos das taxas.

Além disso, é preciso analisar o histórico de cada Fundo de Investimento, pra ver quais estão tendo os melhores resultados. Por exemplo, veja quanto o Fundo rendeu nos últimos 12 meses, pra ter uma ideia de quanto ele pode render no próximo ano.

Essas informações podem ser encontradas na "lâmina de informações essenciais" do Fundo de Investimento, um campo que fica dentro do painel da corretora de valores que você escolheu se cadastrar.

IMPORTANTE: é muito bom aplicar nosso dinheiro em tipos diferentes de investimentos, assim como é interessante possuir diferentes fontes de renda, não apenas uma, porque caso haja algum problema com uma, não ficaremos desamparados, pois haverá outras fontes de renda e o dinheiro continuará rendendo em outros tipos de investimentos.

Para não perder nenhum post novo do blog, segue ele aqui no Bloglovin'.

Além do blog, eu tenho um canal no YouTube onde compartilho vídeos dos meus rolês pelo Brasil e pelo mundo! Se inscreve aqui e ativa as notificações pra receber os vídeos novos.

Veja também:

1 comentários

  1. Eu ameeeeiiii esse post ������, eu irei investir o meu dinheiro ❤❤

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar! =)

Se inscreva no Canal