Avaliação de Hospedagem

Como é se hospedar no Kings Palace Hotel? - Cairo, Egito

agosto 02, 2015

Como é se hospedar no Kings Palace Hotel? - Cairo, Egito


Durante todo o meu intercâmbio no Egito a minha hospedagem oficial seria (e será até o fim do meu intercâmbio) no Kings Palace Hotel, no Centro do Cairo.

O nome é hotel, mas na verdade ele é um hostel e estou aqui apesar de não ser uma das hospedagens mais confortáveis e adequadas para o meu trabalho com o blog, porque foi a acomodação cedida pela AIESEC.

Eu não pago um centavo para estar aqui, o que foi uma grande vantagem para mim, afinal de contas pagar 6 semanas de hospedagem em outro país demanda bastante dinheiro, mesmo sendo o Egito, que tem custo de vida muito menor do que o Brasil.

Mas se você busca um lugar para se hospedar no Cairo, eu vou deixar para você tirar suas próprias conclusões ao final do post.

Avaliação de Hospedagem: Como é se hospedar no Kings Palace Hotel?



Localização: O Kings Palace fica na 3 Ibrahim El Qabbani Street, próximo da Talaat Harb. Talaat Harb foi um economista e tem a sua estátua bem próxima do hostel, o que vai deixar muito fácil para você se localizar ou pedir para os taxistas te levarem até lá, porque todo mundo conhece.

Além disso, o hostel fica no Centro, que não é um dos lugares mais limpos, mas que tem tudo o que você precisa a poucos passos: restaurantes, bancas com snacks, fast foods, ATM (máquina para sacar dinheiro), Vodafone (a operadora de telefonia mais popular do Egito, onde você pode comprar um SIM Card para usar internet 3G), mercado, casas de câmbio (que inclusive trocam o Real), metrô e diversas lojas de roupas, calçados e eletrônicos.

Conforto: Mas que tópico difícil aqui no meio! hahaha

Vamos dizer que você consegue dormir tranquilo. Mas tudo por aqui é velho/antigo, eles não são chegados em uma faxina e não tem a opção de banho quente, para aqueles dias em que você precisa relaxar. Para dizer a verdade, não dá para relaxar muito em meio a um lugar pouco iluminado, sujo e bagunçado.

Comodidade: Você pode pedir comida para entregar no hostel e evitar de ficar descendo e subindo os 4 andares (o elevador não funciona). Os recepcionistas falam inglês com você e podem te ajudar ligando para os lugares para falar em árabe e fazer os pedidos. Você também pode deixar suas roupas para eles lavarem; eles cobram 2 pounds por peça (julho/agosto de 2015).

Você pode usar a tábua e o ferro de passar roupa do hostel também. Eles possuem dois pontos de WiFi, um na sala e um para os quartos, mas ambos funcionam muito mal. Vale muito a pena você comprar a sua própria internet e ligá-la quando a WiFi não estiver funcionando.

Limpeza: Eu lavei a louça, o fogão, varri o meu quarto e perdi as contas de quantas vezes eu mesma peguei o sanito e tirei o lixo, porque estava sem condições, e acho que isso já diz muito sobre o lugar.

Quando decidi varrer embaixo da minha cama porque estava cheio de embalagens e plásticos, eu tirei uma pá cheia de terra preta. Era tudo pó que estava acumulado de não sei quantos anos!

Depois de semanas que eu estava aqui, eles contrataram uma moça para limpar o hostel e as coisas começaram a ficar melhor. Ela sempre deixa a cozinha em ordem, o banheiro ficou desencardido e o quarto ficou muito mais limpo e organizado. Só ficou faltando deixar o hostel mais iluminado.

Equipe: A equipe é simpática e prestativa, principalmente o Waleed, dono do hostel. Se precisar de alguma ajuda para chegar em um lugar, pergunte a ele, ele vai te explicar e ainda escrever o endereço em árabe para te ajudar com os taxistas que não falam inglês muito bem.

Ele também é um grande apoio para qualquer problema que você esteja enfrentando, e nele vai encontrar um amigo para assuntos sérios ou só para ficar jogando conversa fora. Ele é muito brincalhão, com certeza fará piadinhas com você e deixará sua hospedagem muito mais agradável.

Preço: Para mim saiu de graça, mas se você quiser se hospedar no Kings Palace, o valor está entre R$45,00 e R$75,00 a diária (julho/agosto de 2015).

Pontos positivos: Recepcionistas falam inglês e são prestativos, fica perto de tudo o que você precisa para viver e a hospedagem é barata.

Pontos negativos: Lugar mal iluminado, não oferecem papel higiênico no banheiro (você tem que comprar o seu próprio), WiFi vive caindo e eles desligam o ar condicionado a todo momento para economizar, e você tem que ficar pedindo para ligarem de novo para não morrer de calor (no verão).

Os quartos são meio apertados e ficam cheios de malas pelo chão (não tem um armário para guardar as coisas dentro). Alguns quartos têm cama de casal, o que significa que você tem que dormir na mesma cama com alguém que nunca viu na vida! Se for se hospedar aqui, escolha os quartos com cama de solteiro.

Avaliação final: Péssimo Razoável Bom Excelente

Eu não indico o Kings Palace se você for ficar mais de um mês como eu. Para quem vai ficar até 4 dias, dá para sobreviver, afinal de contas, é barato.

Como fiquei hospedada de graça, não reclamei, até contribuí com a limpeza para me sentir mais à vontade, e a simpatia do dono do hostel e a amizade dos intercambistas compensavam.

Se desejar se hospedar no Centro, pesquise outras opções de hotéis ou hostels e a opinião de quem já se hospedou.

Agora veja com os seus próprios olhos todos os cantinhos do meu palácio do rei no Cairo:

Veja também:

2 comentários

  1. Sério, daria meia volta quando olhasse o térreo nessa situação. Vc não ficou com medo?! Sei lá! Meldes, guerreira demais.

    www.marianamaia.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Medo não fiquei, só pensei "sério que é aqui mesmo??!! :O" hahahhaha
      Porque pelo térreo parece mesmo um prédio abandonado, eu não imaginava que ia ter o hostel lá.
      Mas eu me acostumei fácil, acho que é uma qualidade que tenho.
      Beijos

      Excluir

Obrigada por comentar! =)

Se inscreva no Canal