Comportamento

Religião no Egito: 5 Pilares do Islamismo + Minha experiência no Ramadã

julho 23, 2015

5 pilares do islamismo ramadã egito


Cheguei no Egito no dia 1º de julho de 2015 e os muçulmanos estavam no meio do Ramadã. O jejum de horas e o som da mesquita à distância me chamaram a atenção.

Mesmo quem não é muçulmano, ouve as leituras várias vezes ao dia nesse período - por causa dos alto-falantes (mostro no vídeo) - uma vez que essa é a religião predominante no país. E as mesquitas sempre ficam iluminadas de verde durante a noite e tem arquitetura muito similar uma da outra, diferente das igrejas que estou acostumada a ver no Brasil, onde cada uma é construída de estilo diferente.

viagem egito intercambio


O Ramadã aconteceu durante o verão, um mês com temperaturas de 30º a 40ºC, e na minha primeira semana eu estava pensando que era loucura passar por esse jejum e que as pessoas podiam ficar doentes.

Uma semana depois, decidi que eu iria fazer o jejum por 5 dias, para eu sentir na pele o que eles sentiam. Tive essa experiência por um único dia, porque para mim foi difícil demais me privar de alimento, e  principalmente de água.

E foi aí que vi uma das qualidades dessas pessoas que passam religiosamente pelo jejum durante todo o mês do Ramadã. Eles têm raça, uma qualidade que muita gente também destaca nos brasileiros.

Se você assim como eu nunca teve contato com muçulmanos, quero compartilhar contigo algo novo que aprendi, e um pouco dessa experiência que estou vivendo no Cairo, aperta o play:





Se ainda não está inscrito no canal, se inscreva aqui para receber todos os vídeos e me siga no Instagram para já ir vendo todas as fotos da viagem em tempo real!  :)

Veja também:

2 comentários

  1. Amando conhecer teu blog. É muito legar viajar e conhecer novas culturas. Muito bacana tbm você ter tentado fazer o jejum. Sério, não sei como eles conseguem, só muita fé.

    www.marianamaia.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo comentário Mariana. Pra mim está sendo uma super experiência de vida! Eles começam o jejum desde cedo, então vão acostumando com os anos. Pra mim que nunca fiz nada parecido antes, foi bem mais difícil.
      Eu acredito que viajar e mergulhar em diferentes culturas é muito importante para o nosso crescimento pessoal.
      Beijos

      Excluir

Obrigada por comentar! =)

Se inscreva no Canal